Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2011

Mania de escrever

Mais que uma necessidade que tenho em me expressar, escrever é também uma mania. Uma mania boa, onde só me ajuda a pensar, me acalmar, desabafar.
 Escrever é como tudo que eu preciso pra viver. É como o ar que eu respiro. Melhor, é como o meu nariz que é essencial pra que eu respire. É como a minha boca que é fundamental pra que eu me alimente. Se não fosse assim, não sei como seria.
 Um cantor precisa da voz, um músico de instrumentos e acredito, que independentemente da pessoa, do sexo, do pensamento ou da forma em que ele vive, escrever é tudo. Da mesma forma em que ler é a base pra qualquer coisa. Para passar a informação, para adquiri-la... Mas não pense que é fácil. Escrever também requer concentração, é também trabalho.
 Escolhi viver assim. Escolhi viver disso. Usando minha mente, meu dedos e gastando um pouco do meu tempo (ou todo ele) pra escrever. Pessoas escolhem ser médicos, atores, professores (que anda muito raro a escolha dessa profissão), escolhem ser arquitetos ou e…

Wait a sound

A melhor coisa a se fazer é esperar. Mesmo que demore, e demore e demore. Tudo vai passar, e quando você menos esperar, terá acabado. Virá o sentimento de falta, de perda e o único som que ouvirá, será o som que o nada faz. O silêncio reproduz a batida da dor, ou as batidas do coração, como preferir.
 O vazio é onde mais se perde.
 Onde mais perdemos o rumo e deixamos com que o sentido da vida fique só como uma memória da infância que não foi concluída.
 Infelizmente, não há nada para se fazer. Foi só algo que aconteceu, não que você viveu.
 Não fique bem, se incomode com as coisas que acontecem. Repare no mundo, espere um som. Não absorva tudo. Não retenha os ruídos. Mas não deixe de ouvi-los, já que não é possível vê-los.