Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2012

Máquina do futuro

 Porque nem tudo o que escrevo faz sentido  Porque nem tudo o que leio tem que ser construtivo  Pelo mesmo fato de que nem sempre tudo o que eu digo vira realidade  Ainda aconteceu mesmo comigo dizendo que não seria  Talvez esteja mesmo tentando achar a solução pra algo que não precisa  O costume faz perceber que nada é como você quer  Que as coisas acontecem, simplesmente  E nada precisa ser igual pra todo mundo  Pode ser que toda exceção tenha uma regra e não ao contrário  E que sempre exista um pé velho pra uma meia cansada  A máquina poderia ser do futuro  Passando do que nos incomoda pra algo menos incômodo  Que a caverna onde alguns se encontram  É a mesma em que se perde  Onde não requer paciência  Mas também não é exigido o estresse  De onde não se precisa vir apoio  Quando de quem você o necessita  Não tem  Não dá  "Nãos" que a vida te dá  Uns pra crescer, alguns pra nada  Todos pra chatear menos que um "talvez" seguido de "