Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2012

Depois da morte

Seria muito bom poder escrever algo depois de morrer. Poder contar com clareza como foi que vivi. Poder dissertar sobre ela sem a dúvida de ter vivido bem ou se fiz tudo direito e contar a todos que consegui ser feliz. Ter como descrever para todos como é a sensação da vida após essa. Dizem que você morre da mesma forma que se nasce: sozinho. No entanto seria muito esnobe de minha parte ter a oportunidade de contar que, assim como em vários assuntos ligados a mim, aconteceu uma anomalia. Nasci só, mas minha morte foi diferente. Sem muitos segredos, apesar de minhas dúvidas e desconfianças de mamãe, tive uma longa e bela vida. Não que eu não tenha tido momentos amargos ao longo dela, mas consegui contorná-los. Tive um casamento estável, assim como a minha condição financeira. Um filho lindo, (é, sou do tipo mãe coruja). Meu marido foi sempre fiel e amável, e até com alguns atritos entre ele e mamãe, e com outros entre eu e a mãe dele, vivemos em paz. Não morávamos no campo e muito men…

Você o ama, é isso

Pode parecer uma coisa boba, ou até uma coisa terrível fazer esse tipo de comparação com um namoro. Um namoro sério. Mas a verdade é que pra mim, ele é como um belo sapato de salto alto. É lindo. Lindo pra todos. Pra quem os usa e pra os vê. Mas só quem usa-os, só quem está dentro, sabe de verdade tudo que essa pessoa tem que aguentar pra ficar "linda". Mesmo que você conte à alguém o quanto esse sapato está te apertando, só você sente.
 Tentar, e viver feliz com aquela pessoa. Com a pessoa, que ela acredita que seja o verdadeiro amor. Tentar, e enfim conseguir provar que ele existe. Que essa pessoa depois de tanto errar, enfim conseguiu acertar. É que ela tem em mente, que depois de cair algumas vezes, foi o amor que enfim a encontrou. Depois de tantas alegrias passageiras, um apanhador de planos tê-la apanhado. Agora ela está presa em algo que acredita ser real, e sofre, e luta, e pede a ajuda de Deus, pra que aquilo tudo seja a realidade. Não somente um sonho bom, que a…

Ficar sozinho não é tão ruim quanto parece

O problema é que assim tenho que conviver com meus pensamentos. E com pensamentos que não quero pensar. A mente vazia, enche os olhos de lágrimas quando um pensamento "desgarrado" vem.
 Não adianta querer enganar, quando você pensa que a dificuldade de ficar sozinho é porquê você é carente, ou porquê não se suporta. Esse tipo de coisa também machuca, e machuca fundo. Pensar que você é carente, e esse pensamento ser quase uma certeza. O erro de ser carente é que sempre vai querer estar junto com alguém, sempre querendo conversar com uma pessoa, e as pessoas quando descobrem essa sua fraqueza, parecem que só te deixam sozinhas.  Então, esconda sua fraqueza. Pessoas ao descobri-la, seja ela qual for, vão permitir que isso aconteça cada vez mais, mesmo que seja involuntário.
 Mas não é por causa desse problema, que precisam ter dó de alguém. Fique com ela se você quiser, até quando quiser. Afinal, se ela já descobriu que é assim, vai se adaptar ao mundo que está envolvendo-a, …