Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2013

"Só quero que acabe na mesma facilidade que começou"

Apontando para a tatuagem do dedo indicador explicou que, para sempre escrever, a sustentaria. Só através da escrita, falaria de modo crítico, mas não mais julgaria.    Para a tatuagem das costas disse que: “Representa a maior perda que já tive”. Já para a bailarina tatuada em sua panturrilha falou: “Essa representa meu equilíbrio. Equilíbrio entre a loucura de viver e a paz de morrer.”.    A frase criada e gravada, em seu pé esquerdo, representava a base de sua vida. O que ela buscava nas pessoas. Normalmente ela não encontrava.    Por último explicou que o chocolate que comia, sempre após fumar um cigarro, era para ela o que dá gosto, o que adoça a vida. Era óbvio que perguntariam quando e porque decidiu fumar, e se ela tinha consciência do mal que isso faz. Respondeu que começou a usá-lo como válvula de escape depois que o único amor de sua vida se foi. Tinha consciência do mal que ele faz, mas não liga. Não quer se casar, nem ter filhos. Não serve de exemplo para ninguém e isso …