Pular para o conteúdo principal

Presente enviado por Deus

Presente enviado por Deus, pra que de alguma forma, ensinasse seus mandamentos e a melhor forma de viver. As lutas não foram, e nem serão poucas, é um leão a cada dia, mas que ela vem sabendo derrotar com muita destreza.
 Para dar amor e demonstrar amor a alguém que não tem nada de bom para lhe recompensar.  Que um dia, por caminhos diferentes daquele que ela propôs que você seguisse você não o seguiria, acharia o seu próprio, mesmo com boas sugestões. No fim das contas, ela tentou, ela, um anjo, cujo nome não se sabe só se sabe que é importante para que se viva.
 Em muitos momentos, ignorada, mal tradada, mas entenda, é palhaçada, pois quando essas pessoas que lhe foram enviadas pra que você desse amor não conseguem entender que é para o bem dela que você muitas vezes é tão preocupada e outras muitas vezes desesperadamente é louca por não ter noticias te trata de forma grosseira, perdão foi tolice, não sabemos o que é ter tamanha responsabilidade. Agora depois de alguns tempos, se sabe que essa pessoa não poderia ser um homem, essa pessoa seria uma mulher, uma escolhida de Deus pra que cuidasse do futuro da nação que ele tanto ama, essa mulher seria designada: Mãe.
 Hoje com tantas definições para essa pequena palavra, todos deveriam querer carregar ao lado não essa palavra, mas essa mulher que é tão especial. A minha mãe carrega bem mais que um nome, trás consigo bem mais que presença, transmite bem mais que segurança, a minha mãe transborda de felicidade, emite esperança. Ah, aqueles que não dão valor a mãe, é uma pena, porque há filhos que nunca terão o prazer de conhecer a mãe, e algumas mães que por alguma razão não podem ter sua cria, mas que ainda assim conseguiram passar algo de bom e proveitoso para que não tivesse.
 Mãe, presente ou não. Mãe, sendo minha ou sua. Ela foi quem Deus escolheu pra que te desse a vida. Assim, se ela não te ama, certamente é porque não foi digna de tamanha benção, pois mãe que é mãe sempre ama o filho, por mais errante, por mais ignorante que ele seja, ela ainda o ama, e sempre o perdoa.
 Os filhos crescem, eu cresci, e esses anjos que cuidam do filho são por alguns esquecidos, mas mãe é impossível que eu te esqueça, você que é tão fundamental na minha vida! Que Deus te abençoe muito, pra que a senhora possa sempre pegar no meu pé, afinal, mãe é TUDO.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mudança

Ia só copiar um antigo
Mas já pertence a um outro eu
Quem eu sou agora
Nem aquela e nem você conhecem mais
Desconstrução diária
Noite instantânea
Passam-se semanas e outro mês
A colheita de reserva ora é destino ora é consequência

Loretha Torchia

Coerência

O pé quem moveu fui eu
Foi meu
O beijo que avançou
Os km quem contou fui eu
Foi meu
O suspiro que enterrou
O convite pro Samba foi meu
Fui eu

Ora, se tudo aqui se resumi assim
Deveria me importar com quem?
De quem esperar o desfecho?
Não sendo assim seria incoerente

Loretha Torchia


metáforas para dizer Tempo

demorou o suficiente para eu notar que a luz da botoeira do elevador se apagava à medida em que ele chegava ao meu andar, e meu lixo se decompunha, apodrecia e mal-cheirava, como a velha que, no dia anterior, contava como Casca de ovo é bom pra tudo, coloco até na comida do meu neto no ponto de ônibus. No apartamento vizinho, ouvia O tempo voa decerto de alguém que também muito viveu. Naqueles vinte minutos em que esperava, estava evidente que o tempo voava na velocidade de uma bicicleta sem rodas, guinchada por um motorista cego. Enquanto ouvia o som do maquinário velho recém-reformado do elevador do prédio antigo, agora me novo, dei-me conta de que as contas que não fiz ainda seriam, como já eram antes de chegar, o desfecho da minha vida a ensinar, como a velha, O tempo não voa porque nem pernas têm! Para saber que até chegar ao aterro sanitário, meu lixo já poderia ter criado novos organismos para ser capaz de bem alimentar como de matar, quem pairava por lá tanto quanto urubus. a vida que…